Não Atire o pau no gato é uma versão mais amigável da cantiga

Mudando a letra da cantiga, mudamos a mensagem para as futuras gerações.

por Samantha Kelly — publicado 16 jul 2015 - 7:44

Muitas cantigas antigas estão tão incrustadas no inconsciente coletivo, que nós a reproduzimos sem nem pensar na real mensagem de seu conteúdo.

Um exemplo clássico é a cantiga “Atirei o pau no gato” que, como todos nós conhecemos, fala sem pudores de uma agressão a um felino como se fosse algo normal. E provavelmente era, já que ainda hoje nos deparamos com pessoas que acham que têm direito de descontar suas frustrações em pets.

Alguns podem acreditar que essa música seja inofensiva, mas a realidade é que palavras e mensagens guardam um poder enorme, principalmente quando as mesmas são expostas a um público infantil e que tem uma tendência interpretar de maneira literal.

Por isso, gostamos de propagar a versão amigável dessa cantiga:

“Não atire o pau no gato (to-to) | Porque isso (sso-sso) | Não se faz (faz-faz) | Ô gatinho (nho-nho) | É nosso amigo (go) | Não devemos maltratar | Os Animais | Miau!!!”

 

11229963_10153348391986147_5059315343275018515_n

Foto: Reprodução

deixe seu comentário: