Governo da Austrália planeja matar 2 milhões de gatos selvagens

De acordo com as autoridades, os felinos são responsáveis pela extinção de 27 espécies de mamíferos.

por Karina Sakita — publicado 23 jul 2015 - 21:03

As autoridades australianas querem diminuir a população de gatos selvagens. (Foto: Reprodução / The Dodo)

As autoridades australianas querem diminuir a população de gatos selvagens. (Foto: Reprodução / The Dodo)

A Austrália declarou guerra aos gatos selvagens e pretende matar 2 milhões deles até 2020. A decisão foi tomada para proteger animais silvestres que são atacados pelos felinos.

Atualmente existem cerca de 20 a 30 milhões de gatos selvagens no país, que foram introduzidos nos últimos séculos. Agora existe um desequilíbrio em seu ecossistema.

De acordo com as autoridades australianas,  eles são responsáveis pela extinção de 27 espécies de mamíferos e ameaçam mais 120 espécies nativas, que inclui mamíferos, répteis, pássaros e anfíbios.

Veja a explicação de Gregory Andrews, autoridade do Ministério do Meio Ambiente responsável pela proteção de espécies ameaçadas:

 

Nós não odiamos os gatos. Apenas não podemos mais tolerar os danos que eles estão causando em nossa vida selvagem.

 

Infelizmente, os métodos que o governo australiano pretende usar para matar os gatos são polêmicos: armadilhas com venenos e cães farejadores.

 

Fonte: The Dodo

deixe seu comentário: