Homem se recusa a sair de Fukushima e é conhecido como “Guardião dos animais”

Sobrevivendo apenas de comida enlatada, sem eletricidade ou água corrente, ele sente pelo esquecimento da população quanto a situação dos animais.

por Samantha Kelly — publicado 19 mar 2015 - 14:23

No trágico desastre da usina nuclear de Fukushima, um homem se recusa a ir embora. Naoto Matsumura, de 55 anos, um antigo fazendeiro, dedica a sua vida aos muitos animais que foram deixados sem assistência pelo governo japonês quando as pessoas foram evacuadas da zona de radiação.

Conhecido como “O guardião dos animais de Fukushima”, ele realiza um belo trabalho cuidando dos animais. Quando ele começou a alimentar seus próprios animais, os animais vizinhos começaram a aparecer, desesperados por comida. A partir de então, ele começou a alimentá-los também, trazendo comida de fora da zona para a cidade.

Segundo Matsumura, os animais o seguiam e não podiam mais esperar a demora. Eles se reuniam, latindo e miando, todas as vezes que seu caminhão passava.

 

Todos os lugares que eu ia, sempre havia o latido ou miado. Como se dissessem “Estamos com sede!” ou “Nós não temos nenhuma comida”, então eu simplesmente continuei voltando.

 

Em uma entrevista para a CNN, Matsumura se diz cheio de raiva.

 

É por isso que eu ainda estou aqui. Eu me recuso a ir embora e deixar essa raiva e mágoa. Eu choro de ver minha cidade natal assim. O governo e as pessoas de Tóquio não sabem o que realmente está acontecendo aqui.

 

Sua luta começou com o simples desejo de alimentar os animais de sua fazenda. O governo evacuou os 78 mil residentes que moravam em volta da usina sem um plano para resgatar os animais. Muitos deixaram seus pets ainda amarrados, acreditando que voltariam logo.

Quanto a radiação, ele diz que prefere não se preocupar, porém sabe estar exposto a ela todos os dias. Sobrevivendo apenas de comida enlatada, sem eletricidade ou água corrente, ele sente pelo esquecimento da mídia e da população quanto a situação dos animais e da cidade.

Todo trabalho é custeado por doações através de pessoas que moram fora da zona de radiação.

 

Naoto Matsumura. Foto:  Reprodução

Naoto Matsumura. Foto: Reprodução

Naoto Matsumura. Foto:  Reprodução

Naoto Matsumura. Foto: Reprodução

Naoto Matsumura. Foto:  Reprodução

Naoto Matsumura. Foto: Reprodução

Naoto Matsumura. Foto:  Reprodução

Naoto Matsumura. Foto: Reprodução

Naoto Matsumura. Foto:  Reprodução

Naoto Matsumura. Foto: Reprodução

Naoto Matsumura. Foto:  Reprodução

Naoto Matsumura. Foto: Reprodução

Naoto Matsumura. Foto:  Reprodução

Naoto Matsumura. Foto: Reprodução

 

Fonte: Mirror e CNN

deixe seu comentário:
  • Éder Rodrigues

    abençoado filho de Deus

  • Cinthia Torres

    Daí o dia que estava uma caca é salvo por uma notícia dessas. <3

  • Cíntia Pontes

    um ser humano a sério!!!! o único que se preocupou em não deixar para trás os seus amiguinhos de 4 patas…

  • Caliel araújo

    esse sim é o ser humano criado por DEUS